O momento da ovulação no ciclo menstrual

Publicado em: 7 de junho de 2013

O momento da ovulação no ciclo menstrual

Para o casal que tenta engravidar, conhecer o momento da ovulação é importante, pois é neste momento que as chances de concepção são maiores. A ovulação depende do bom funcionamento de diferentes órgãos e inúmeros hormônios, o que resulta em um ciclo menstrual que serve como referência para se conhecer o momento exato da ovulação. Entretanto, algumas mulheres podem apresentar sangramento vaginal sem haver ovulação.

Alguns métodos passíveis de realização em casa são o calendário menstrual e o monitoramento da temperatura corporal. O calendário menstrual é feito a partir da anotação do primeiro dia da menstruação a cada mês e a identificação exata de quantos dias se passaram entre o início de um período menstrual e de outro. Um ciclo entre 25 e 35 dias (ou seja, demora de no mínimo 25 e de no máximo 35 dias entre uma menstruação e outra), associado à presença de secreção vaginal transparente, tipo “clara de ovo”, dor nas mamas, retenção de líquido e alteração de humor e apetite, tem maiores chances de ser um ciclo no qual a mulher ovulou. O uso da temperatura corporal não é um bom método quando se pretende engravidar, pois, quando se percebe o aumento da temperatura, o momento ideal da concepção já passou (que é dois dias antes da ovulação propriamente dita).

Para os casais em que há dúvida se há ou não ovulação, é útil a dosagem de progesterona, a ser realizada 18 a 24 dias após o primeiro dia da última menstruação. Se estiver alta, significa que a ovulação já ocorreu e a mulher pode se considerar no período ovulatório, pois ela é produzida pelo mesmo hormônio que permite a ovulação, chamado luteinizante ou LH.

No caso de casais que querem engravidar, o momento ideal de ter relação é de um a dois dias antes da ovulação. A melhor maneira de identificar a ovulação nesse caso é por meio das características da secreção vaginal ou da dosagem de LH. A ultrassonografia da região pélvica (da bacia) também pode ser usada para esse fim. Um último teste disponível é a dosagem hormonal de estradiol e hormônio folículo-estimulante (FSH) no início do ciclo reprodutivo, que ilustram a reserva ovariana, isto é, qual o potencial fértil daquela mulher.

Existem testes específicos para identificar se mulheres com ciclo menstrual irregular, ou aquelas que tem dificuldade de engravidar, estão ovulando e em que momento do ciclo isso acontece; esses testes podem servir de auxílio ao casal que deseja engravidar. O médico ginecologista deve ensinar a paciente sobre o seu ciclo e a maneira correta de fazer essa identificação, fornecendo-lhe, o quanto possível, autonomia sobre a sua capacidade reprodutiva e melhora das suas chances de conceber.

Conteúdo atualizado em: 16 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: