O ciclo menstrual: como funciona?

Publicado em: 10 de Maio de 2012

O ciclo menstrual: como funciona?

O ciclo menstrual representa o preparo do organismo feminino a uma possível gestação e, nas mulheres em idade fértil, ocorre periodicamente, em torno de 28 em 28 dias.

O primeiro dia desse ciclo é quando a menstruação tem início. Enquanto ocorre o sangramento, decorrente da descamação do endométrio (membrana que reveste internamente o útero), a hipófise (glândula localizada no cérebro) começa a secretar o hormônio folículo-estimulante (FSH) em maior quantidade, fazendo com que se desenvolvam os folículos ovarianos (bolsas de líquido contendo os óvulos).

Enquanto crescem, esses folículos ovarianos produzem quantidades de estrogênio (hormônio sexual feminino) cada vez maiores. Esse hormônio é que prepara o endométrio para receber o embrião, se este for formado, e estimula a secreção da mucosa vaginal no período ovulatório.

Quando a concentração de estrogênio atinge o máximo, ocorre o pico de liberação do hormônio luteinizante pela hipófise, que precede em poucas horas a ovulação. Logo depois da ovulação, o folículo se transforma numa estrutura denominada corpo lúteo e passa a fabricar, além do estrogênio, o hormônio progesterona, que prepara o endométrio para a implantação do embrião. Se não ocorre implantação, a produção de progesterona e estrogênio pelo corpo lúteo cessa e se inicia outra menstruação. Há algumas formas de avaliar esse ciclo menstrual para identificar se está ocorrendo ovulação na mulher, bem como quando essa ocorre.

Para detectar a presença da ovulação, eis as maneiras que são mais utilizadas:

  • Elaborar gráficos do ciclo menstrual da mulher em questão com as datas de início e término da menstruação por vários meses sucessivos, considerando-se que ciclos menstruais entre 25 e 35 dias são geralmente ovulatórios, e ciclos mais longos ou mais curtos podem indicar ausência de ovulação.
  • Prestar atenção em alguns sintomas que são úteis para indicar ciclos reprodutivos normais: aumento da secreção vaginal de muco no meio do ciclo menstrual e sintomas típicos pré-menstruais, como retenção de líquidos e mudanças de humor e de apetite.
  • Monitorar a temperatura basal do corpo, já que a progesterona liberada pelo corpo lúteo após a ovulação tem o efeito de aumentar a temperatura do corpo ou então medir a concentração plasmática da progesterona, que deve ser realizada no meio da fase lútea, 18 a 24 dias após o término das menstruações ou sete dias antes da próxima menstruação.

E para detectar o momento em que a ovulação ocorre, por sua vez, os métodos são os seguintes:

  • Identificar o período fértil por meio do exame da secreção vaginal que fica mais mucosa, viscosa, abundante e menos espessa com a secreção de estrogênio.
  • Medir a concentração do hormônio luteinizante, para identificar o pico desse hormônio, que ocorre aproximadamente 36 horas antes da ovulação.
  • Fazer ultrassonografia pélvica para identificar a presença de folículos periovulatórios.

Conteúdo atualizado em: 3 de Maio de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: