Posso fazer academia se estou tentando engravidar?

Publicado em: 15 de dezembro de 2017

Posso fazer academia se estou tentando engravidar?

Quando a fertilidade está em análise, em busca de uma gravidez, uma pergunta de muitas mulheres vem à tona: será que posso fazer academia se estou tentando engravidar? Exercitar o corpo é uma prática necessária para alinhar-se a uma vida mais saudável, mas, durante o processo de fecundação, algumas medidas devem ser consideradas.

Será que posso fazer academia se estou tentando engravidar?

Ao tentar engravidar, não é necessário abandonar os exercícios físicos, contanto que os mesmos sejam de caráter leve. O problema é a movimentação exagerada, que leva ao esgotamento físico e pode afetar negativamente as chances de concepção. Rotinas fitness de explosão, por exemplo, podem interromper o processo de fecundação. Isso acontece devido à alteração que ocorre no ciclo menstrual da mulher e na sua consequente ovulação, haja visto que a regularidade do ciclo é um dos principais indicativos para a fertilidade feminina.

Sobretudo, o que realmente provoca preocupação em relação à implantação é a tensão e energia que os exercícios pesados consomem, que acabam interferindo no quadro gestacional da concepção. Dessa forma, é aconselhável se exercitar moderadamente, pelo menos três vezes por semana, não excedendo 30 minutos de treino. Os exercícios físicos contribuem para a liberação de hormônios que geram tranquilidade e bem-estar. Além disso, estar acima do peso também pode ser um empecilho na hora de engravidar. Por isso, continue sua rotina de exercícios físicos, adaptando-os ao caráter de baixo impacto.

Também é importante manter uma alimentação balanceada, livre de gorduras saturadas e com os devidos nutrientes necessários a cada situação. Isso funciona tanto para o êxito do exercício físico quanto para garantir a adequação do funcionamento hormonal. Dessa forma, garante-se a regulação do período de ovulação, que também dependerá da idade e do potencial fértil específico de cada mulher. Inclusive, a rotina moderada de exercícios físicos pode ser permanecer após a confirmação da gravidez.

Exercícios físicos indicados para quem está tentando engravidar e após a confirmação da gravidez

O movimento moderado do corpo faz muito bem à mãe e ao bebê, e essa deve ser uma questão discutida com o seu médico. O profissional auxiliará cada caso, segundo as necessidades e limitações de cada um. Vejamos algumas atividades indicadas:

Musculação

Deve ser orientada, especificamente, para cada caso. É responsável por fortalecer a musculatura e controlar a postura.

Pilates

Indicado para quem já realizava a atividade antes. Fortalece a musculatura e a região pélvica, e é importante para o parto normal. Distribui o peso corporal e alivia desconfortos lombares.

Hidroginástica e natação

Diminui o inchaço das pernas e alivia as dores do parto, segundo a flutuabilidade da água.

Caminhada

Caminhar ao ar livre ou na esteira é um exercício de baixo impacto e é liberado para gestantes que não faziam exercícios, além de ser uma atividade que não exige aptidão. A regularidade da prática também ajuda a manter a forma sem sobrecarregar os joelhos.

Ioga

Aumenta a flexibilidade, tonifica os músculos e melhora o equilíbrio e a circulação. As técnicas de respiração e relaxamento são muito úteis na hora do parto, aliviando o estresse.

Alongamento

Aumenta a flexibilidade, relaxa os músculos e proporciona maior agilidade e elasticidade do corpo, prevenindo possíveis lesões.

Treinamento funcional

Um combinado de exercícios diversos trazem maior equilíbrio, força, resistência, flexibilidade e coordenação. Obviamente, deve ser um programa totalmente direcionado às gestantes, respeitando os cuidados da gravidez e pautado por um bom profissional.

Vantagens de se exercitar moderadamente antes de engravidar

  • Os exercícios físicos leves reduzem a quantidade de gordura corporal, o que facilita a questão do sobrepeso que, naturalmente, chega durante a gravidez;
  • mulheres mais ativas fisicamente possuem uma musculatura mais forte, o que possibilita maior independência física durante o período gestacional;
  • uma mãe que se exercita também melhora seu equilíbrio, evitando possíveis quedas;
  • o funcionamento do coração e pulmões melhoram: tonturas, inchaços e varizes diminuem, em decorrência da melhor circulação sanguínea;
  • com práticas esportivas leves, o corpo se prepara para engravidar e o cansaço durante a gestação não é tão incômodo e frequente;
  • as dores nas mãos e pernas, nos primeiros três meses de gravidez, são amenizados pela prática de exercícios;
  • há diminuição da retenção de líquidos;
  • o estado emocional, após a concepção, tende a ficar mais equilibrado, com a rotina de movimentação física;
  • o estresse é reduzido pela liberação de endorfina, serotonina e dopamina, ao realizar a prática física;
  • previne doenças cardiovasculares e ósseas.

 

O exercício que você gosta de praticar não está na nossa lista? Entre em contato e faça sua pergunta sobre ele. Queremos que você possa fazer o que gosta!

 

Conteúdo atualizado em: 20 de agosto de 2018

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: