16/10/2019

Hábitos que podem causar a infertilidade

habitos-que-podem-causar-a-infertilidade

A infertilidade é caracterizada pela dificuldade de um casal engravidar, quando consideramos um período de um ano tendo relações sexuais sem nenhum tipo de método contraceptivo, de acordo com  a OMS ( Organização Mundial da Saúde).

Quando um casal não consegue engravidar, é importante investigar a fundo quais são as causas da infertilidade e se acontecem em decorrência do homem ou da mulher. Por isso, é fundamental procurar um especialista em reprodução assistida para a realização de um diagnóstico preciso.

Dentre as causas da infertilidade masculina e feminina, estão os fatores de risco relacionados aos hábitos que interferem na capacidade reprodutiva. Assim sendo, é fundamental estar muito atento, tanto para compreender a causa do problema, como para evitá-lo.

Leia o artigo e confira:

Infertilidade feminina e masculina: o que causa?

São inúmeros os fatores que causam infertilidade masculina e feminina. Quando falamos em situações em que a mulher é infértil, podemos considerar como possíveis e principais causas, o seguinte:

  • idade avançada (dos 35 aos 40 anos), que diminui o potencial de reprodução feminina;
  • endometriose;
  • síndrome dos ovários policísticos;
  • estenoses no colo do útero;;
  • miomas e pólipos;
  • disfunção ovulatória;
  • doença tubária e aderência pélvica;
  • desequilíbrios hormonais que impedem a liberação e o crescimento do óvulo;
  • histórico de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), câncer, diabetes, doenças crônicas, asma e depressão.

Já quando nos referimos à infertilidade masculina, mencionamos as principais causas como desencadeadoras do problema:

  • problemas de ereção;
  • mudanças na produção do esperma;
  • alterações no trato genital que não viabiliza o depósito do esperma na vagina;
  • varicocele;
  • alterações hormonais.

No entanto, existem alguns fatores de risco comuns à infertilidade masculina e feminina e que estão relacionados à determinados hábitos prejudiciais à saúde.

Hábitos que favorecem à infertilidade: saiba evitá-los

Além das diversas causas para a infertilidade, alguns fatores de risco relacionados aos hábitos nocivos podem, à longo prazo, surtir efeitos realmente desastrosos para a nossa saúde reprodutiva. Esses hábitos atingem tanto os homens, quanto às mulheres.

Tabagismo, álcool e drogas

O tabagismo é considerado um dos fatores de risco mais perigosos para a infertilidade. Isso, pois, o cigarro contém inúmeras substâncias que afetam a produção saudável dos espermatozoides, tanto na quantidade, quanto em sua morfologia. 

Da mesma forma, interfere no processo da ovulação e no ciclo menstrual da mulher, sem contar na interferência para a formação do blastocisto e na implantação do embrião. Além disso, o hábito pode tanto impedir uma gestação saudável, quanto aumentar significativamente as taxas de aborto espontâneo.

O uso de drogas e ingestão de bebida alcoólica em excesso, também afetam a infertilidade, pois altera a qualidade dos óvulos e a quantidade, locomoção e morfologia dos espermatozoides. 

Por isso, se você deseja engravidar, elimine definitivamente qualquer um desses itens, além de te ajudar a ter filhos, pode salvar a sua vida em muitos outros sentidos.

Obesidade

A obesidade provoca inúmeras alterações no organismo que contribuem para a infertilidade, como, por exemplo o aumento do colesterol ruim (LDL); da pressão arterial e da taxa de açúcar no sangue, o que, consequentemente, aumenta também a predisposição para o desenvolvimento de diabetes.

Além disso, a obesidade altera a produção saudável dos hormônios sexuais femininos e masculinos, interferindo na produção de espermatozoides e na regularidade dos ciclos menstruais.

Assim sendo, é fundamental manter uma dieta equilibrada e fazer uso de uma rotina semanal de exercícios físicos para evitar quadros de sobrepeso e obesidade. A visita regular ao médico também é indispensável para evitar o quadro.

Uso de antidepressivos

Fazer o uso de medicamentos antidepressivos podem alterar a fertilidade, tanto dos homens, quanto das mulheres. Isso acontece, pois, há uma diminuição da libido, além de retardar a ejaculação e afetar a produção seminal.

Por isso, caso haja histórico ou diagnóstico de depressão, é fundamental tratá-la o quanto antes para evitar complicações psicológicas mais severas.

Exposição a ambientes tóxicos

Quando submetidos à ambientes tóxicos, tanto o homem, quanto a mulher podem ter a fertilidade prejudicada, embora nesse caso o sexo masculino seja o mais afetado. 

Algumas profissões em que há calor excessivo e exposição à radiação, metais pesados e outras substâncias tóxicas, acabam por expor os profissionais à alterações seminais, assim como prejudicar o padrão ovulatório.

Procure ajuda para infertilidade

Caso você esteja com dificuldade para engravidar ou perceba que se encontra exposto à algum dos principais fatores de risco mencionados para a infertilidade, procure ajuda médica para lidar com o problema

Então, não perca tempo e cuide-se: para saber como anda a sua capacidade reprodutiva ou se deseja ter filhos, mas já foi diagnosticado como infértil, procure uma clínica de reprodução assistida de confiança e saiba que os profissionais vão tratar o seu problema da melhor maneira possível.

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: Dr. Jean Louis Maillard - Ginecologista - Diretor técnico médico - CRM-SC 9987 , CRM-RS 13107 e RQE 5605
Diretor Técnico Médico CRM-SC 9987 , CRM-RS 13107 e RQE 5605 Ginecologista Formado na Faculdade de Medicina da PUCRS em 1983. Residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital São Lucas da PUCRS. Precertopship de Histeroscopia com Dr. Jacques Hamou em 1986. Fellow nos Hospitais Tenon e Port Royal em Paris, nas áreas de laparoscopia […]

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!

(48) 3024-2523

Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

2019 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
Desenvolvido por esaude