Ansiosa para engravidar? Relaxe!

Publicado em: 16 de novembro de 2016

Ansiosa para engravidar? Relaxe!

A ansiedade para engravidar às vezes atrapalha, mais do que ajuda, segundo uma pesquisa inglesa publicada na revista Fertility and Stress. De acordo com o estudo, as mulheres estressadas tem menores chances de engravidar. Os pesquisadores chegaram à essa conclusão depois de analisar o estado emocional de 274 mulheres, de 18 a 40 anos, pela verificação dos hormônios presentes na saliva. Todas estavam tentando ter um bebê.

Uma explicação para essa relação é a de que os hormônios que o estresse libera para a corrente sanguínea interferem diretamente na ovulação, dificultando a fertilidade. Também podem causar a diminuição da receptividade endometrial (onde o embrião se fixa no útero).

Em outra pesquisa veiculada no Jornal de Reprodução Humana, médicos compararam as taxas de gravidez em casais com e sem estresse. Descobriram que as chances de haver concepção era muito maior nos meses em que os casais diziam sentir-se bem, felizes e relaxados. Isso foi percebido tanto entre os casais que engravidaram naturalmente quanto nos que realizavam tratamentos para infertilidade, inclusive Fertilização inVitro (FIV), segundo um outro estudo da Universidade da Califórnia feito em 2005 e que está registrada na publicação Fertility and Sterility.

Deixe a ansiedade para engravidar de lado

Considerando que o nível de estresse está, de alguma forma, relacionado à dificuldade para engravidar, uma boa forma de tornar-se pai e mãe é, antes de tudo, relaxar. E isso é um fato que também tem comprovação científica. Em um estudo conduzido na Alemanha, mulheres inscritas em um programa de infertilidade foram submetidas a acupuntura imediatamente antes e imediatamente depois de uma transferência de embriões para o útero. Em comparação com as mulheres que não fizeram nenhuma sessão de acupuntura, as que realizaram a terapia alternativa tiveram uma taxa de gravidez significativamente alta, de 42,5%, sendo que as demais alcançaram um índice de 26,3%.

Essa é uma demonstração de que há maneiras de contrabalançar alguns dos efeitos do estresse sobre o sistema reprodutor. Reflexologia podal, massagem e outros subterfúgios que provocam relaxamento e bem-estar são capazes de reduzir o estresse e fazer com que as mulheres se sintam melhor. Por consequência, ajudam a melhorar a qualidade de vida dos(as) pacientes que procuram tratamentos de fertilidade.

Uma sugestão é incluir atividades que dão prazer como parte do tratamento. Por exemplo, dançar, correr, caminhar, pedalar, qualquer coisa que cause boas sensações, permita desviar o foco da gravidez e dar ao corpo e mente uma pausa da agitação da vida quotidiana. Isso não faz bem somente à saúde reprodutiva, mas também à saúde em geral. Antes de descartar a possibilidade, é preciso, ao menos, tentar!

Conteúdo atualizado em: 8 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: