Como é a consulta com um especialista em reprodução assistida

Publicado em: 31 de Janeiro de 2017

Como é a consulta com um especialista em reprodução assistida

A recomendação para a mulher com menos de 35 anos que está há 12 meses tentando engravidar e não consegue, mesmo tendo relações sexuais regulares com o parceiro, é de que busque ajuda médica especializada para descobrir o que está dificultando a concepção. Provavelmente, depois de conversar com o ginecologista de confiança, ela irá à consulta com um especialista em reprodução assistida em busca de informações mais precisas.

O mesmo é indicado às mulheres com mais de 35 anos, mas que estão há seis meses tendo relações sexuais na intenção de engravidar sem conseguir um resultado positivo no teste de gravidez. A ida ao médico após o prazo sugerido (um ou meio ano, conforme o caso) poupa à mulher o tempo perdido em tentativas frustradas e facilita o diagnóstico e o tratamento.

Muitas vezes,  o que pode estar impedindo a fecundação é uma questão simples e fácil de resolver, principalmente quando descoberta antes de evoluir e tornar-se algo que demanda maior atenção.

O médico especialista em reprodução assistida tem a mesma formação de um médico ginecologista, porém, com uma especialização a mais: na área reprodutiva feminina e masculina. Sim! O médico especialista em reprodução assistida também pode atender e diagnosticar problemas de fertilidade em homens. Às vezes, o motivo pelo qual a mulher não consegue engravidar está relacionado a alguma desordem masculina, e não feminina. Isso também precisa ser muito bem analisado.

O que acontece na consulta com um especialista em reprodução assistida

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 15% da população sofre de infertilidade. As razões são diversas e só podem ser descobertas após a consulta com um especialista em reprodução assistida.

A compreensão de o que está impedindo a gravidez só vem depois de o médico revisar o histórico clínico do casal, observar se há casos de infertilidade ou menopausa precoce na família e avaliar as eventuais tentativas anteriores de tratamento de fertilidade.

Independentemente de o casal ter realizado exames antes da consulta, o especialista pode pedir para que sejam repetidos para atualizá-los, confirmar o resultado e solicitar que outros sejam feitos para complementar os demais.

Somente com todas as informações à disposição é que o especialista em reprodução assistida pode efetuar o diagnóstico, prescrever um tratamento correto e individualizado, e discutir as alternativas com o casal. Todo o processo pode levar algum tempo. É preciso ter disposição para vivenciá-lo e estar aberto às possibilidades.

Conteúdo atualizado em: 8 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: