Algumas cirurgias podem causar infertilidade. Descubra quais

Publicado em: 7 de Abril de 2016

Algumas cirurgias podem causar infertilidade. Descubra quais

Para conquistar uma gestação natural o sistema reprodutor e a saúde de maneira geral precisam estar em pleno funcionamento. Quando algo não está bem, principalmente no útero, trompas e no sistema de produção e transporte dos espermatozoides, podem surgir os casos de infertilidade.

Durante a vida homens e mulheres podem ser surpreendidos por situações que exigem uma cirurgia e alguns casos envolvem procedimentos em um dos órgãos do sistema reprodutivo. Quando uma cirurgia provoca alteração nesses órgãos o resultado pode acarretar em problemas futuros para engravidar.

Como afeta as mulheres

As alterações anatômicas estão entre as principais causas de infertilidade feminina, em algumas mulheres essas alterações são genéticas, em outros causadas por cirurgias. As intervenções cirúrgicas causam alterações porque a remoção de lesões presentes na cavidade uterina modificam o endométrio, a camada interna do útero que precisa de uma espessura adequada para abrigar o embrião no início da gravidez.

Em geral as cirurgias são benéficas para a cura das doenças, dessa forma a mulher passa pelo tratamento da doença e depois precisa de um intervalo de tempo para que o organismo possa recuperar o endométrio de maneira saudável, dando condições a uma gestação.

Principais cirurgias que interferem

Entre as cirurgias realizadas com mais frequência estão estão a remoção de miomas, cistos de ovário, pólipos endometriais, cirurgias tubárias, sinéquias uterinas e endometriose.

Quando alguma dessas doenças é diagnosticada o médico é quem avalia o melhor tratamento, encaminha para cirurgia ou outro tipo de procedimento. A recuperação, que para alguns casos pode levar um mês e em outros até um ano, depende do histórico de saúde da mulher e de outros fatores relacionados a sua condição. Para as mulheres que tem intenção de gestar, é muito importante que esses procedimentos cirúrgicos sejam realizados por ginecologistas que tenham o foco na preservação da fertilidade.

Como afeta os homens

A fertilidade masculina está diretamente ligada às características do esperma, incluindo a quantidade e forma dos espermatozoides a capacidade deles se locomoverem. Essas características podem ser alteradas em função de problemas nos testículos, níveis hormonais e problemas genéticos.

Alguns procedimentos cirúrgicos podem interferir nas características do esperma e causar infertilidade. As cirurgias para correção de hérnia na região da virilha ou hidrocele (acúmulo de líquido nos testículos) podem causar aderências que obstruem os ductos deferentes (canais por onde passam os espermatozoides) impedindo a saída do sêmen e a chegada deles ao fundo vaginal e daí para o  útero.

Outra cirurgia que pode provocar a obstrução de partes do sistema reprodutor masculino são os procedimentos relacionados com a próstata, glândula masculina que produz o líquido espermático e pode sofrer com alterações com o passar dos anos.

Alternativas para a infertilidade causada por cirurgias

As cirurgias que podem causar infertilidade são necessárias para curar doenças, contudo algumas podem ser revertidas com o passar do tempo e do período de recuperação. Nos casos em que a fertilidade não pode ser preservada existem técnicas de criopreservação de sêmen e oócitos que possibilitam a realização de reprodução assistida de alta complexidade (FIV ou ICSI).

Quer saber mais sobre a possibilidade de congelar células reprodutivas? A Fecondare oferece um e-book completo sobre o tema. Baixe o material e tire suas dúvidas sobre as técnicas, indicações e como funciona o procedimento.

Conteúdo atualizado em: 12 de julho de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: