Publicado em 31/08/2021

Taxas de sucesso em reprodução humana assistida

taxas-sucesso-reproducao-assistida

Quem pretende fazer um tratamento de fertilidade, geralmente, deseja saber quais são as chances de o procedimento ser bem sucedido. Ainda que isso varie de pessoa para pessoa, já existem estimativas bem embasadas. Por exemplo: recentemente, novos métodos para determinar as taxas de sucesso em reprodução assistida têm mostrado, com maior acurácia em relação aos métodos antigos, que a fertilização in vitro (FIV) é capaz de alcançar resultados ainda melhores do que os esperados.

Neste artigo, mostramos as taxas de sucesso dos principais tratamentos de fertilidade. Para conhecê-las, continue a leitura!

Quais variáveis influenciam nas taxas de sucesso em reprodução assistida?

O resultado de um tratamento de reprodução assistida depende das características do casal e da etiologia (tipo e duração) da infertilidade. Entre os principais fatores, destacam-se:

Estudos realizados na Universidade de Colônia, na Alemanha, comprovaram que a maioria dos casais com problemas de infertilidade podem ser tratados com êxito. Isso, contanto que façam um tratamento continuado e sigam as orientações dos especialistas.

Como estimar as taxas de sucesso em reprodução assistida?

A utilização da taxa de nascidos vivos e da taxa de gravidez cumulativa são os melhores indicadores de sucesso nos programas de reprodução assistida. A seguir, veja como elas variam nos diferentes tipos de tratamentos.

Taxas de sucesso na indução de ovulação com coito programado

A taxa de ovulação com o uso dos medicamentos indutores de ovulação é de 70 a 80% apos 6 ciclos de tratamento. Já a taxa de gravidez por meio do coito programado é de 20 a 25%, por ciclo, sendo a taxa de gravidez cumulativa (em seis meses) de 60 a 75%.

Taxas de sucesso na inseminação artificial

taxa de sucesso da inseminação artificial fica em torno de 10 a 20%. Vale destacar que a probabilidade de engravidar aumenta em mulheres com até 35 anos, sem doenças associadas e história de infertilidade de, no máximo, três anos.

Taxas de sucesso na fertilização in vitro

Na fertilização in vitro clássica, as taxas de sucesso chegam a 40% em cada transferência embrionária paa mulheres com menos de 35 anos e que tenham embrioes de alta capacidade para transferencia (5AA, por exemplo). No caso das taxas de sucesso da FIV com óvulos congelados, um estudo da American Society for Reproductive Medicine (ASRM) em parceria com a Society for Assisted Reproductive Technology (SART) mostrou que a taxa de fertilização fica entre 71 e 79%, sendo que a taxa de implantação varia de 17 a 41% em mulheres com histórico de infertilidade ou subfertilidade. Já em pacientes que fizeram o congelamento quando jovens e saudáveis, as taxas de gravidez variam de 36 a 61%.

Taxas de sucesso na injeção intracitoplasmática de espermatozoides

injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI) se destaca pelas melhores chances de sucesso no caso de pacientes com fator masculino grave, quando comparada à fertilização in vitro clássica. Além disso, a técnica também é indicada quando o tratamento é feito com sêmen criopreservado. Estima-se que as taxas de fecundação com ICSI variam de 30 a 90%, sendo as taxas de gestação de, aproximadamente, 35%.

Como escolher o melhor tratamento de reprodução assistida?

Estatísticas da Rede Latino-Americana de Reprodução Assistida (Redlara),levantadas em 2019, mostram que a inseminação artificial e a fertilização in vitro correspondem a mais da metade (53%) dos procedimentos de reprodução assistida realizados no Brasil.

Dr. Jean Maillard, ginecologista da Clínica Fecondare, ressalva que, apesar das taxas de sucesso com a fertilização in vitro serem cada vez mais altas, estratégias com técnicas de menor complexidade não devem ser deixadas de lado. “Sempre iniciamos o tratamento com os protocolos mais simples, para depois utilizar técnicas mais avançadas. O único fator acelerador deste processo é a idade feminina, que limita os resultados após os 36 anos e meio”, explica Dr. Jean.

Para concluir, engravidar nunca é fácil. Casais jovens, saudáveis e que mantenham relações sexuais regulares, sem uso de métodos anticoncepcionais, têm em torno de 20% de probabilidade de engravidar a cada ciclo menstrual, atingindo ate 85% de gravidez apos 12 ciclos ovulatórios. Isso ajuda a entender porque, mesmo com a ajuda das mais avançadas técnicas, as taxas de sucesso em reprodução humana assistida não são 100%. O lado bom é que, graças a elas, muitas pessoas com diagnóstico de infertilidade podem, ao menos, ter as mesmas chances de gerar um filho que pessoas sem esse tipo de problema.

Caso você esteja com dificuldade para engravidar, não demore para buscar ajuda. Agende uma consulta em Florianópoils com um de nossos especialistas em reprodução assistida agora mesmo!

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: Dr. Ricardo Nascimento - Ginecologista - CRM-SC 3198 e RQE 2109
Formado em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina, em 1981. Residência Médica na Maternidade Carmela Dutra- Secretaria Estadual de Saúde-SC, Especialização em Reprodução Humana na Universidade Federal do Paraná.

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

    Assine nossa newsletter!

      (48) 3024-2523

      Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

      Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

      Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

      Termos e Serviços
      2021 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
      Desenvolvido por esaude