Infertilidade masculina não impede homens de tornarem-se pais

Publicado em: 12 de Maio de 2016

Infertilidade masculina não impede homens de tornarem-se pais

Embora a vontade de engravidar seja muito atrelada à mulher, os homens também demonstram um grande desejo de tornarem-se pais. Só que essa vontade exige um pouco mais de determinação de alguns deles. Segundo os dados do Ministério da Saúde, os homens são responsáveis por 40% dos casos de esterilidade.

Os hábitos de vida pouco saudáveis e problemas ambientais, como a poluição do ar e a má qualidade da água consumida pela população são apontadas como algumas das causas da infertilidade masculina. As impurezas da atmosfera e do meio ambiente, onde são produzidos os alimentos e de onde advém a água que ingerimos, afetam o organismo, comprometendo as funções dos órgãos reprodutores. No caso dos homens, a produção de espermatozoides, uma das condições mais frequentes associadas à infertilidade masculina.

Certas doenças também podem provocar problemas de fertilidade no homem. Entre elas, estão a varicocele (que são veias dilatadas nos testículos), infecções genitais (na próstata, vesículas seminais, epidídimo e testículos), alterações hormonais (como o hipogonadismo), doenças congênitas (criptorquidia) e doenças genéticas (microdeleções do cromossomo Y, síndrome de Kleinifelter, etc).

Um casal pode desconfiar de infertilidade depois de um ano tentando engravidar sem conseguir, quando a mulher detém menos de 35 anos. Acima dessa faixa etária, o casal deve procurar ajuda médica após seis meses. O correto diagnóstico da situação é o primeiro passo para um tratamento bem sucedido e a consequente gravidez da parceira.

Dá para reverter?

A baixa produção ou produção inadequada de espermatozoides e problemas no caminho destes espermatozoides até o óvulo podem ser revertidos com tratamento médico adequado. Só que o homem precisa se dispor a ir ao médico para investigar o que pode pode estar acontecendo com sua saúde reprodutiva, já que o tratamento depende da razão para a infertilidade no homem.

Para solucionar os casos de esterilidade podem ser usados medicamentos ou feitas cirurgias. O tratamento dura cerca de 3 a 4 meses, mesmo tempo que o testículo demora para produzir espermatozoides. Agora, quando o organismo masculino não responde aos tratamentos mais simples ou o caso de infertilidade é irreversível, a opção é recorrer à inseminação artificial, fertilização in vitro, ou injeção intracitoplasmática de esperma (ICSI).

Cerca de 90% dos casais com problemas acabam tendo bebês depois de passar por tratamentos de fertilidade bem sucedidos, o que demonstra que é possível ter uma família quando se buscam os recursos certos. Ao suspeitar de qualquer alteração, é importante a consultoria de uma equipe especializada em reprodução humana assistida, capaz de diagnosticar e indicar o melhor tratamento para que seu filho esteja logo em seus braços.

Conteúdo atualizado em: 12 de julho de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: