É possível reverter a vasectomia

Publicado em: 20 de agosto de 2016

É possível reverter a vasectomia

O segundo relacionamento, a vontade de ter mais filhos, a religião, questões psicológicas e indicação médica estão fazendo com que muitos homens avaliem a possibilidade de realizar a cirurgia de reversão da vasectomia. É possível reverter a vasectomia por intermédio de outra cirurgia.

Antes de o homem se submeter ao procedimento, é preciso ponderar e analisar as variáveis envolvidas na questão. Saber como é feita a cirurgia, quais são as chances de sucesso e de a mulher engravidar após o parceiro voltar a ser fértil são algumas das informações essenciais para o casal decidir, com segurança, sobre a utilização desta técnica cirúrgica.

É possível reverter a vasectomia com outra cirurgia

A vasectomia é um método contraceptivo definitivo para os homens. A cirurgia os impede de engravidar uma mulher naturalmente. No procedimento, a bolsa testicular recebe um corte para que se possa acessar o ducto deferente e ele ser seccionado para interromper o trajeto normal dos espermatozoides.

A forma pela qual a vasectomia é realizada é determinante para o sucesso da cirurgia de reversão. A maneira mais eficiente de se fazer a vasectomia para revertê-la depois é utilizar as técnicas microcirúrgicas.

A cirurgia de reversão da vasectomia é realizada, basicamente, para religar o canal deferente. O médico faz uma pequena incisão no saco escrotal, localiza as partes do canal deferente a serem unidas e as sutura. A maioria dos pacientes recebe alta no mesmo dia ou, no máximo, no dia seguinte.

Fatores que influenciam no sucesso da cirurgia

A cirurgia de reversão da vasectomia permite aos homens ter filhos de forma natural, mesmo após a interrupção da circulação dos espermatozoides, desde que atenda a alguns requisitos:

Intevalo de tempo existente entre a vasectomia e a cirurgia para reversão

A taxa de sucesso na reversão da vasectomia é maior quando o homem realizou a vasectomia há menos de 8 a 10 anos.

Idade da mulher

A possibilidade de a reversão resultar em gravidez é maior quando a parceira tem idade inferior a 35 anos, e não apresenta problemas que impeçam a concepção natural.

Não há garantias de que o casal vai atingir o objetivo com a cirurgia de reversão da vasectomia. O que existe é uma alta probabilidade de o esperma voltar a conter espermatozoides após o procedimento. E as chances se tornam maiores quanto menor for o intervalo de tempo entre a vasectomia e a reversão.

Nos casos em que a cirurgia de reversão da vasectomia não dá certo, porém foi identificada a presença de espermatozoides viáveis durante o procedimento, outra alternativa para gerar um bebê é a fertilização in vitro através da técnica de ICSI. Ambos os procedimentos devem ser realizados por profissionais qualificados e habilitados em reprodução humana assistida.

Conteúdo atualizado em: 8 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: