Publicado em 05/08/2020 - Atualizado 11/09/2020

É possível reverter a vasectomia?

e-possivel-reverter-vasectomia

Um novo amor, a religião, fatores psicológicos, entre outras questões, fazem com que muitos homens avaliem a possibilidade de realizar um procedimento para recuperar a fertilidade. Felizmente, é possível reverter a vasectomia por intermédio de outra cirurgia. Porém, antes de se submeter à mais uma intervenção, deve-se ponderar e analisar as variáveis envolvidas.

Neste artigo, reunimos informações para o casal decidir, com segurança, sobre a realização da técnica. Continue a leitura e veja como esse tipo de cirurgia é feita, bem como quais são as chances de a mulher engravidar após o parceiro voltar a ser fértil.

É possível reverter a vasectomia com outra cirurgia?

Sim. Na vasectomia (método contraceptivo masculino), o cirurgião faz um pequeno corte na bolsa testicular, para conseguir acessar o ducto deferente e, então, seccioná-lo. Dessa forma, interrompe o trajeto dos espermatozoides.

Na prática, com o bloqueio o sêmen (fluido orgânico) continua sendo expelido. Porém, sem espermatozoides — evitando uma gravidez indesejada.

Acontece que a forma como a vasectomia é realizada é determinante para o sucesso da cirurgia de reversão. Por isso, caso haja interesse em revertê-la no futuro, deve-se optar por uma técnica microcirúrgica.

Técnica microcirúrgica

Nesse tipo de procedimento, o cirurgião trabalha com o auxílio de um microscópio (com capacidade de aumento de até 40 vezes). O equipamento assegura uma maior precisão na aplicação das suturas, usadas para unir as extremidades separadas na vasectomia.

Isso é essencial para que a recanalização do ducto por onde passam os espermatozoides fique perfeitamente alinhada. Dessa forma, evita-se o extravasamento de espermatozoides ao longo do canal.

Como é a cirurgia de reversão da vasectomia?

O homem que não deseja mais ter filhos, mas mantém a vida sexual ativa, é o principal beneficiário da vasectomia. Por outro lado, em um determinado momento as coisas podem mudar, fazendo-o desejar o retorno da fertilidade.

É aí que entra a cirurgia de reversão da vasectomia técnica realizada para religar o canal deferente. Para isso, o médico faz outra pequena incisão no saco escrotal, localiza as partes do canal deferente a serem unidas e as suturas.

Percentual de sucesso

As chances de obtenção de uma gestação, após a reversão da vasectomia, são altas. Entre 75 e 97% dos pacientes submetidos ao procedimento apresentam o retorno dos espermatozoides no sêmen em até 3 meses após a cirurgia.

Outro dado animador é que de 40 a 60% dos casais ficam grávidos em até dois anos. Isso prova que, para muitos casais, é possível reverter a vasectomia e engravidar naturalmente.

Duração da cirurgia e pós-operatório

O ato cirúrgico dura entre 2 e 4 horas. Graças ao pós-operatório tranquilo, a maioria dos pacientes recebe alta no mesmo dia ou, no máximo, no seguinte.

No entanto, deve-se fazer repouso em casa por 10 dias. E para que a cicatrização ocorra bem, a ejaculação deve ser evitada por, pelo menos, 45 dias.

Grau de complexidade

Os médicos especialistas em reprodução humana já provaram que é possível reverter a vasectomia. Porém, o procedimento de reversão é considerado mais complexo do que a primeira intervenção.

Quais fatores podem influenciar no sucesso da cirurgia?

A cirurgia de reversão da vasectomia busca permitir engravidar de forma natural, mesmo após a interrupção da circulação dos espermatozoides. Mas para isso, é preciso atender a alguns requisitos.

Intervalo de tempo

Ainda que varie de paciente para paciente, o intervalo entre a vasectomia e a cirurgia para reversão não pode ser muito longo. Isso porque, a taxa de sucesso é maior quando o homem a realizou há menos de 10 anos. Por exemplo:

  • em homens que fizeram a vasectomia há até 3 anos, a chance de uma recanalização bem-sucedida é de 97%;
  • naqueles cujo tempo transcorrido entre as cirurgias é de até 8 anos, a chance cai para 88%;
  • já quando o intervalo é de 15 anos, a probabilidade de sucesso diminui para 71%.

Idade da mulher

A possibilidade da reversão da vasectomia resultar em uma gravidez é maior quando a parceira tem idade inferior a 35 anos. Isso porque, a quantidade e a qualidade dos óvulos diminuem com o tempo.

Garantias de engravidar

Indica-se que a reversão seja feita em pacientes que fizeram a vasectomia há, no máximo, 10 anos. Afinal, quanto maior esse período, menores as chances de sucesso.

Porém, não há garantias de que o casal vai engravidar após a cirurgia. O que existe é uma alta probabilidade de o esperma voltar a conter espermatozoides.

O que fazer quando a cirurgia de reversão não dá certo?

Às vezes, a cirurgia de reversão da vasectomia não dá certo. Porém, durante o procedimento, verifica-se se há presença de espermatozoides viáveis. Nesses casos, pode-se gerar um bebê por meio da fertilização in vitro — através da técnica de ICSI realizada por profissionais habilitados em reprodução humana assistida.

Assim, casais que desejam ter um filho, mas se deparam com dificuldades consideráveis pelo caminho, não precisam desistir do seu grande sonho. É possível reverter a vasectomia e, se as condições permitirem, engravidar naturalmente. Ou, caso isso não ocorra, tentar a fertilização in vitro.

Gostou do artigo? Esperamos que tenha sido útil. Para se informar melhor sobre o assunto, aproveite e baixe nosso e-book, gratuito, sobre Cirurgia de reversão da vasectomia e o retorno da fertilidade masculina!

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: Dr. Jean Louis Maillard - Ginecologista - Diretor técnico médico - CRM-SC 9987 , CRM-RS 13107 e RQE 5605
Ginecologista formado na Faculdade de Medicina da PUCRS em 1983, com residência médica em Ginecologia e Obstetrícia, Precertopship de Histeroscopia e Fellow nos Hospitais Tenon e Port Royal em Paris

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!

(48) 3024-2523

Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

Termos e Serviços
2020 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
Desenvolvido por esaude