A dificuldade para engravidar pode ser culpa do anticoncepcional?

Publicado em: 23 de setembro de 2016

A dificuldade para engravidar pode ser culpa do anticoncepcional?

Mulheres que tomam pílula anticoncepcional por muitos anos e decidem que é hora de engravidar geralmente associam o longo período de uso do contraceptivo à dificuldade para engravidar. Esse é um mito que existe há muito tempo em relação ao método.

Tomar pílula anticoncepcional por muito tempo não causa infertilidade ou tem relação com a dificuldade que algumas mulheres enfrentam para engravidar. Pelo contrário, o contraceptivo costuma até mesmo preservá-la. O uso da pílula reduz os riscos de cisto no ovário, endometriose e de mioma e pólipo uterino – problemas que podem realmente dificultar a concepção.

Um estudo publicado na revista científica Fertility and Sterility confirma a informação. Os cientistas da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, chegaram a essa conclusão depois de avaliar várias pesquisas sobre o tema.

Na verdade a dificuldade para engravidar se deve a outros fatores que não estão relacionados ao anticoncepcional, mas que só são descobertos depois que a mulher deixa de utilizá-lo para tentar se tornar mãe e decide investigar o que pode estar dificultando o processo.

O fato é que enquanto está usando a pílula, a mulher não percebe que algo pode estar comprometendo sua fertilidade. Acreditando que está tudo bem com sua saúde reprodutiva, começa as tentativas para engravidar logo depois de parar com o anticoncepcional. Sem sucesso, credita a dificuldade para gerar o bebê ao longo período de uso do medicamento.

O organismo, porém, leva de um a três meses, em média, para retomar as funções interrompidas pela ingestão do hormônio para impedir a ovulação e reorganizar o ciclo menstrual da mulher. Contudo, isso não quer dizer que a concepção irá ocorrer assim que se completarem os 30 ou 90 dias desde a interrupção da pílula. Algumas mulheres levam até um ano para engravidar depois que voltam a ovular.

Quando averiguar o que pode estar causando a dificuldade para engravidar

Esse, aliás, é o tempo máximo que uma mulher em idade reprodutiva, com idade abaixo dos 35 anos, deve tentar ter um filho antes de procurar ajuda médica especializada. Caso a concepção não ocorra no prazo de 12 meses, os médicos especialistas em reprodução humana assistida recomendam que o casal busque investigar as causas.

Sim! O casal, pois o problema de infertilidade pode não estar na mulher, e sim no homem. Quando a mulher tem mais de 35 anos, a orientação é para que o casal busque a assistência médica para averiguar o que pode estar impedindo a concepção depois de meio ano tentando ter o bebê naturalmente.

Há muitas causas para a infertilidade feminina e a masculina. Um especialista em reprodução humana assistida é o mais indicado para realizar o diagnóstico e, quando for o caso, o tratamento do problema para que o casal possa engravidar.

Conteúdo atualizado em: 8 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: