Publicado em 17/03/2022

Endometriose: quando a cirurgia para a infertilidade é opção?

cirurgia-para-a-infertilidade-quando-e-a-melhor-opcao

A endometriose é uma doença crônica benigna, mas que pode provocar muita dor pélvica e costuma afetar a fertilidade. Seu manejo se baseia no tratamento clínico e/ou cirúrgico. O último, no caso, é indicado para confirmar o diagnóstico (por meio da laparoscopia) e para quando a paciente não responde à abordagem medicamentosa. Neste artigo, mostramos as indicações e alcances da cirurgia para a infertilidade decorrente da endometriose, bem como seu impacto nas taxas de gravidez. Confira!

Como é o diagnóstico da endometriose e para que serve a laparoscopia?

A endometriose pode ser superficial, ovariana ou profunda. Seus principais sintomas são:

  • dor pélvica crônica;
  • dismenorreia (cólicas menstruais intensas);
  • dispareunia de profundidade (dor sentida na atividade sexual, durante a penetração);
  • alterações intestinais e/ou urinárias cíclicas;
  • infertilidade.

Além da análise dos sintomas e do exame físico (toque do fundo de saco vaginal posterior),outros exames permitem confirmar ou descartar a hipótese de endometriose. Para isso, o ginecologista solicita o ultrassom pélvico e transvaginal — mas o diagnóstico definitivo, no entanto, exige um procedimento cirúrgico.

Para confirmá-lo, realiza-se a remoção das lesões por laparoscopia. Essas, por sua vez, são submetidas a um estudo anatomopatológico. Só então é possível ter certeza que se trata de endometriose.

Quando o tratamento cirúrgico da endometriose é indicado e como é realizado?

A endometriose pode ser tratada por meio da remoção dos focos da doença — de preferência, realizada por videolaparoscopia, uma abordagem minimamente invasiva. O objetivo da cirurgia é fazer a ressecção completa, principalmente, das lesões endometrióticas mais profundas.

Esse tipo de tratamento é indicado quando é preciso aliviar os sintomas da doença e a abordagem clínica foi ineficaz ou é contraindicada. São casos em que os endometriomas ovarianos são volumosos e há lesões de ureter provocando hidronefrose, de apêndice ou de intestino com suboclusão ou obstrução.

As técnicas utilizadas variam conforme o local dos focos de endometriose e o estágio (desenvolvimento) das lesões. Assim, no caso da laparoscopia para tratar a endometriose intestinal, pode-se optar entre três técnicas distintas: shaving, ressecção em disco e ressecção segmentar.

Na endometriose do trato urinário, as técnicas vão desde a ureterólise até a ressecção com anastomose termino terminal ou reimplante de ureter. Se houver comprometimento da bexiga, opta-se pela cistectomia parcial.

Quando se trata de um endometrioma de ovário, pode-se abordá-lo retirando a cápsula do cisto ou fazendo a drenagem do seu conteúdo e a cauterização da cápsula. Independentemente da técnica escolhida, é preciso tomar cuidado para reduzir o risco de diminuir a reserva ovariana.

Como é o tratamento da infertilidade em pacientes com endometriose?

Em relação ao tratamento da infertilidade em pacientes com endometriose (que acomete entre 25 e 50% das mulheres inférteis),as recomendações variam caso a caso. A escolha da terapêutica deve considerar:

  • idade;
  • sintomas;
  • estimativa do tempo de infertilidade e
  • presença de outros fatores associados à infertilidade.

Para essas pacientes, a única medicação que pode ser benéfica são os análogos de GnRH, quando usados por um curto período antes da fertilização in vitro (FIV).  Outra possibilidade é o tratamento cirúrgico para ressecção dos focos de endometriose — e não apenas a laparoscopia diagnóstica — em pacientes com endometriose leve a moderada. Já naquelas com endometriose avançada, não existe consenso médico sobre a indicação da cirurgia para infertilidade decorrente da doença.

Vale destacar, ainda, que diversos estudos indicam melhora nas taxas de gravidez da FIV após o tratamento cirúrgico. Por isso, muitas vezes, indica-se a cirurgia associada a alguma técnica de reprodução assistida.

Quais são os resultados esperados da cirurgia para a infertilidade decorrente da endometriose?

Os resultados da cirurgia em relação à infertilidade causada pela endometriose variam conforme o quadro de cada paciente. Estudos mostram que:

  • ablação das lesões endometrióticas associada à liberação das aderências pélvicas, quando comparada à laparoscopia diagnóstica exclusiva, melhora a fertilidade em quadros de endometriose leve;
  • excisão cirúrgica da endometriose melhora a fertilidade em quadros da doença considerados moderados a severos;
  • cistectomia ovariana laparoscópica, quando comparada à drenagem e à coagulação, melhora a fertilidade em casos de endometriomas maiores do que 4 cm.

Portanto, se bem indicada e corretamente executada, a cirurgia para a infertilidade decorrente da endometriose é benéfica, melhorando tanto os sintomas como as taxas de gravidez. Para obter essas vantagens, o primeiro passo é se consultar com um bom especialista!

Se precisar, conte com a experiência e competência da equipe da Fecondare. Agende sua consulta pelo nosso site agora mesmo!

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: E-saúde

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

    Assine nossa newsletter!

      (48) 3024-2523

      Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

      Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

      Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

      Termos e Serviços
      2022 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
      Desenvolvido por esaude