Disfunção tireoidiana e a reprodução humana

Publicado em: 19 de julho de 2011

Disfunção tireoidiana e a reprodução humana

Disfunção tireoidiana e autoimunidade tireoidiana são prevalecentes nas  mulheres em idade reprodutiva e estão associadas a problemas na gravidez. Pré-concepção ou screening nas primeiras semanas de gravidez para disfunção tireoidiana foram propostos mas não largamente aceitos.

Uma recente revisão de artigos mostrou uma associação entre hipotireoidismo subclínico nas primeiras semanas de gravidez e a ocorrência de pré-eclâmpsia, além de um aumento no risco da mortalidade perinatal. Além disso, a presença de anticorpos na tireóide foi associada a um aumento no risco inexplicado de infertilidade, aborto, aborto recorrente, nascimento pré-termo e tireoidite materna pós-parto.

Tais achados permitem concluir que, apesar de não se ter chegado a um consenso quanto ao rastreamento e medidas preventivas que envolvem disfunções tireoidianas em mulheres com  idade reprodutiva e início de gestação, deve-se concentrar esforços para maior elucidação desta correlação a fim de proporcionar melhores cuidados na condução da gravidez.

Artigo elaborado pela equipe Fecondare em parceria com a E-saúde.

Conteúdo atualizado em: 3 de Maio de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: