Publicado em 11/08/2019 - Atualizado 11/09/2019

Abortamento – Diagnóstico e tratamento

e-book-abortamento-diagnostico-e-tratamento

Casais que enfrentaram as dificuldades da infertilidade e conseguiram obter sucesso em algum método de reprodução humana assistida, ainda precisam enfrentar um novo desafio: as chances de abortamento

Em casos clínicos diagnosticados, a taxa de abortamento varia de 8 a 20%. Essa taxa avança conforme aumenta a idade da mulher:  teremos incidência entre 9 e 17% até os 30 anos, 20% aos 35 anos, 40% aos 40 e 80% aos 45 anos. 

O que caracteriza o abortamento?

Considera-se abortamento a interrupção da gravidez antes do concepto atingir sua viabilidade. Pela Organização Mundial da Saúde este limite seria entre 20 e 22 semanas, a partir do qual ocorreria a prematuridade. Nos casos de idade gestacional desconhecida é aceito o limite de 500g. 

Causas

Temos uma gama de causas de abortamento sendo algumas evidentes e outras no campo das hipóteses. A grande maioria ocorre nas primeiras 12 semanas de gestação. Conheça as causas mais comuns:

  • Fatores cromossômicos: a causa cromossômica é a mais comum e ocorre de 50 a 80% das vezes. As trissomias ocorrem em cerca de 52%, seguidas pela poliploidia – 21% e a monossomia X (Turner) em 13% dos casos. A presença de translocação balanceada em um dos membros do casal pode estar presente entre 4 a 5% dos casais com abortamento recorrente. A medida que a gestação avança, a proporção causada por alterações cromossômicas diminui podendo responder por cerca de 7% dos abortamentos tardios.
  • Fatores imunológicos: por outro lado, fatores imunológicos são os principais responsáveis por abortamentos tardios. Eles podem ser auto-imunes ou aloimunes. Nos primeiros estão envolvidos anticorpos antifosfolípides, principalmente o anticoagulante lúpico e a cardiolipina envolvidos nos quadros de abortamentos recorrentes, doença hipertensiva específica da gravidez, descolamento prematuro da placenta e restrição do crescimento fetal. Já nas causas aloimuines baseia-se na teoria da diferença genética entre os indivíduos. Teoricamente teríamos uma resposta materna exacerbada contra antígenos paternos o que causaria o aborto.
  • Fatores sistêmicos:entre os principais, podemos citar algumas infecções bacterianas e virais, com destaque para sífilis, toxoplasmose, rubéola, listeriose, brucelose além das infecções por Clamidia trchomatis e Ureaplasma urealyticum.
  • Fatores uterinos: as malformações uterinas, representadas principalmente pelos septos uterinos representantes da alteração mulleriana mais frequente também podem causar abortamento. 
  • Substâncias químicas: não podemos deixar de citar as drogas e agentes nocivos sendo o tabagismo, o álcool e a cafeína os mais frequentemente utilizados. Entre as drogas ilícitas, talvez a cocaína seja a de maior importância na interrupção da gestação.

Formas clínicas

O abortamento apresenta-se sob muitas facetas com diversos sinais e sintomas, caracterizando várias formas clínicas, podendo ser dividido em:

  • Ameaça de abortamento
  • Abortamento inevitável
  • Abortamento incompleto
  • Abortamento completo
  • Abortamento retido
  • Abortamento infectado
  • Abortamento habitual

Em nosso e-book, você irá encontrar informações detalhadas sobre todas as formas clínicas de abortamento, conferir mais informações sobre as causas e questões que podem te ajudar a entender melhor o assunto. 

Baixe agora mesmo e previna-se contra o abortamento!

Baixar E-book

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: Webmaster

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

    Assine nossa newsletter!

      (48) 3024-2523

      Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

      Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

      Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

      Termos e Serviços
      2021 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
      Desenvolvido por esaude