A importância do acompanhamento psicológico para casais que buscam tratamentos em reprodução assistida

Publicado em: 2 de Maio de 2012

A importância do acompanhamento psicológico para casais que buscam tratamentos em reprodução assistida

Quando a infertilidade obstaculiza o desejo de maternidade e paternidade, porque conceber um filho parece um objetivo difícil de ser alcançado, é comum o aparecimento de diferentes respostas emocionais.

Uma mescla de sentimentos como ansiedade, tristeza, medo, culpa, esperança e desânimo costuma acompanhar os pacientes no decorrer do tratamento. Tudo é sentido com intensidade e de maneira estressante, a rotina e o dia a dia tendem a ficar em um segundo plano, sendo toda energia emocional direcionada para o filho. Para alguns, a infertilidade pode ser sentida como uma das crises existenciais mais abaladoras da vida e o desgaste emocional é tão grande que pode causar danos à esfera conjugal, sexual e social.

É essencial, para aqueles que estão passando por alguma intervenção de reprodução assistida, a possibilidade de conversar abertamente a respeito desses dilemas e da maneira como vêem o tratamento, de esclarecer questionamentos, de nomear os sentimentos e de ter o apoio de alguém de sua confiança para dividir e aliviar a dor e o sofrimento. Essa rede de apoio pode ser constituída pelos familiares, amigos, médicos e pela psicóloga da Clínica Fecondare.

Esse apoio psicológico proporciona um espaço apropriado para acolher os anseios e as angústias, desmistificar as questões a respeito da infertilidade, do tratamento e dos procedimentos pelos quais passarão. Além disso, tem o intuito de promover reflexões a respeito de uma nova e tão esperada etapa da vida: tornarem-se pais.

Maria Gabriela Pinho Peixe
Psicóloga Clínica da Fecondare
CRP 12/06513

Conteúdo atualizado em: 3 de Maio de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: