Infertilidade feminina: conheça as principais disfunções ovarianas

Publicado em: 31 de julho de 2014

Infertilidade feminina: conheça as principais disfunções ovarianas

As disfunções ovarianas são as principais causas de infertilidade feminina. Elas podem ser ocasionadas por diversos fatores que acabam impedindo o organismo de produzir óvulos saudáveis para a fecundação. A medicina acredita que algumas destas causas de disfunção ovariana podem se originar pela quantidade de substâncias tóxicas que consumimos no cotidiano, além de doenças autoimunes que podem impedir uma produção hormonal saudável e, principalmente, o estresse.

Quando um casal fica muito tempo tentando engravidar sem ter sucesso, recomenda-se investigar as causas reais da infertilidade. Elas podem ser fruto de uma disfunção ovariana. Confira as principais:

Principais disfunções ovarianas

Falência ovariana precoce

Este é um dos fatores mais comuns de disfunção ovariana e consiste na baixa produção de óvulos antes dos 40 anos, podendo ser a causa da infertilidade feminina. O envelhecimento dos ovários ocasiona ciclos irregulares e os óvulos produzidos podem não ser propensos à fecundação. Diversos fatores podem ocasionar a insuficiência ovariana, como submeter o organismo a sessões de radioterapia ou ainda quimioterapia, além de doenças autoimunes e endometriose.

Estresse

O estresse de origem física ou mental pode ocasionar em problemas ovulatórios. No entanto, muitas vezes este fator é temporário, permanecendo somente durante o período em que o estresse está presente. Quando o problema persiste, um médico deve ser consultado para ajudar a resolver o problema.

Prolactina

Este hormônio é produzido durante a gestação, preparando o organismo da mulher para produção de leite. No entanto, este hormônio pode ser secretado de forma excessiva, ocasionando sintomas como amnorréia e infertilidade, já que o hormônio poderá interferir no funcionamento dos ovários pela hipófise (uma glândula no cérebro), mesmo quando a mulher não está grávida, tornando os ciclos menstruais irregulares e dificultando a fecundação.

Síndrome dos Ovários Policísticos

Uma das disfunções ovarianas mais comuns, a Síndrome dos Ovários Policísticos consiste no desequilíbrio hormonal da mulher, havendo uma produção irregular dos andrógenos (hormônios masculinos). Esse desequilíbrio pode ocasionar ciclos menstruais irregulares, excesso de acne, infertilidade, sobrepeso e dificuldade ou incapacidade de engravidar. O tratamento varia de acordo com o quadro clínico de cada paciente, mas é válido lembrar que, muitas vezes, é possível reverter os problemas de infertilidade.

Tireoide

A disfunção na tireoide pode ocasionar problemas de infertilidade e ainda abortos espontâneos, devido à influência que o metabolismo sofre, já que este problema pode ocasionar o sobrepeso e ciclos menstruais irregulares.

Tratamentos para as disfunções ovarianas

Se, ao cessar o uso de contraceptivos na tentativa de gestação e não houver resultados após o período de um ano, é necessário dar início a uma investigação mais profunda para detectar o que está impedindo a gravidez. De acordo com cada caso, serão sugeridas diversas formas de estímulo de fertilidade. No entanto, caso o quadro clínico apresente problemas, como a disfunção ovariana, é necessário se submeter a tratamentos adequados que estimulem a produção de óvulos saudáveis para a gestação.

Para realizar o tratamento contra a infertilidade é necessário, primeiramente, descobrir a origem da patologia através de exames médicos que determinem a causa. Após, deve ser sugerido o tratamento adequado para reverter situação. Algumas características podem ser essenciais nesta investigação, como idade, histórico médico, condição física ou ainda patologias paralelas, como estresse e obesidade. Sendo assim, buscar o auxílio médico e seguir as orientações é o método mais eficaz para superar a infertilidade.

Existem diversos tratamentos contra a infertilidade e atualmente muitos casos podem ser revertidos com o auxílio de um bom médico especialista.

Conteúdo atualizado em: 8 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: