Publicado em 01/02/2020 - Atualizado 14/02/2020

Cápsulas para fertilidade, tomar ou não?

capsulas-para-fertilidade-tomar-ou-nao

A procura por cápsulas para fertilidade, entre as mulheres que desejam engravidar, está aumentado consideravelmente nos últimos anos. A cápsula para infertilidade é um composto fitoterápico vendido como “kit para engravidar”, mas há controvérsias sobre sua eficácia. 

Ouça este conteúdo:

 

Leia o artigo para entender do que as cápsulas de fertilidade são compostas e verificar se o seu uso pode mesmo ajudar no quadro de infertilidade.

Cápsulas para fertilidade: realmente funciona?

As cápsulas para fertilidade são vendidas como alternativas naturais e estão classificadas como medicações fitoterápicas. De acordo com a Anvisa, esse tipo de composto é definido como um medicamento obtido exclusivamente pelo uso de matérias-primas ativas vegetais.

Nas cápsulas para fertilidade, é possível encontrar ingredientes variados como a maca peruana e o inhame, principalmente. 

A maca peruana é conhecida e consumida mundialmente como um auxiliar na nutrição e, embora tenha livre acesso no Peru, a localidade original da raiz, no Brasil sua venda ainda só é liberada como alimento. 

Atenção!

Estudos indicam que não há comprovação científica de sua eficácia em tratamentos para infertilidade feminina. Há casos, inclusive, de algumas marcas já foram investigadas e suspensas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

Por isso, é fundamental estar atento e ter muita cautela antes de escolher por um tratamento como esse, vendido como “kit para engravidar”. 

Não há comprovação científica sobre a eficácia das cápsulas

É preciso ter consciência em relação a esse tipo de medicamento, pois, se usado de maneira indevida e sem orientação médica, pode não gerar melhora para a fertilidade e, dependendo do caso, até mesmo induzir prejuízos à saúde.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH), existem pouquíssimos trabalhos científicos na área, e os existentes apresentam estatísticas pequenas. Logo, podemos dizer que não há embasamento científico para afirmar a eficácia do medicamento para o tratamento da infertilidade.

Qual eficácia dos “medicamentos naturais” para tratar a infertilidade?

É importante considerar que os medicamentos fitoterápicos podem colaborar como coadjuvantes nos tratamentos médicos para infertilidade, auxiliando no quadro geral da saúde da mulher. Porém, esse tipo de medicação não corrige, de fato, as causas da infertilidade, que podem ser variadas e bastante complexas.

Regularização

Outro fator importante é que, embora sejam naturais, esses compostos precisam seguir regras de produção como qualquer outro medicamento, além de passar pelas fases de registro, comprovação de eficácia e identificação dos possíveis efeitos colaterais que podem gerar.

Você pode verificar se o medicamento foi aprovado pela Anvisa ao observar um número de registro, composto de 9 a 13 dígitos, sempre começando por 1. Esse código precisa ser precedido da sigla MS, de Ministério da Saúde.

Por isso, caso você encontre um fitoterápico, certifique-se de que este é regularizado pela Anvisa e, de forma alguma, faça uso sem a indicação de um médico. 

Caso o medicamento seja aprovado para uso, converse com o profissional que está acompanhando o seu caso de infertilidade e verifique se é possível utilizá-lo em conjunto com os tratamentos para engravidar, estabelecidos por uma clínica de fertilidade confiável.

Opte por um tratamento seguro 

Os problemas que podem causar a dificuldade para engravidar precisam ser investigados por um médico especialista. Dessa forma, somente após um diagnóstico clínico adequado é possível identificar a causa do problema.

Por isso, caso haja suspeitas de infertilidade, é importante buscar uma clínica de reprodução especializada, juntamente com profissionais de confiança, para que dessa maneira, seja direcionando a melhor forma de tratamento.

Ainda restou alguma dúvida sobre o tema? Entre em contato com nossa equipe: ficaremos felizes em atendê-la!

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: Dr. Jean Louis Maillard - Ginecologista - Diretor técnico médico - CRM-SC 9987 , CRM-RS 13107 e RQE 5605
Ginecologista formado na Faculdade de Medicina da PUCRS em 1983, com residência médica em Ginecologia e Obstetrícia, Precertopship de Histeroscopia e Fellow nos Hospitais Tenon e Port Royal em Paris

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!

(48) 3024-2523

Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

Termos e Serviços
2020 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
Desenvolvido por esaude