Alimentos que contêm antioxidantes podem influenciar a fertilidade

Publicado em: 3 de dezembro de 2012

Alimentos que contêm antioxidantes podem influenciar a fertilidade

Muitas coisas podem afetar a fertilidade do homem: o excesso de café, de álcool, o hábito de fumar, o consumo de gorduras em demasia, de derivados do leite e da soja. Todos esses exemplos representam uma influência negativa sobre a capacidade de o homem de reproduzir-se. Mas existem certos alimentos que estão do outro lado desta moeda, isto é, que ajudam a fertilidade masculina por proporcionarem um sêmen (líquido onde ficam banhados os espermatozoides) de alta qualidade. São os alimentos que contêm antioxidantes.

Os antioxidantes são substâncias presentes em certos alimentos e que combatem os radicais livres produzidos por diversas reações químicas dentro do nosso corpo. A estrutura do espermatozoide torna ele particularmente sensível ao dano causado pelo excesso de radicais livres; sabe-se, por exemplo, que homens com a fertilidade comprometida tem menor quantidade de antioxidantes no líquido seminal – ou sêmen.

Um estudo recente de Madrid (Espanha), com jovens universitários, demonstrou  que o consumo de antioxidantes, como vitamina C e beta-caroteno, contribuíram para o aumento do volume do sêmen e da motilidade (movimentação) dos espermatozoides. A vitamina C ainda aumentou a contagem de espermatozoides e melhorou o formato deles em homens que até então possuíam uma contagem de espermatozoides inferior ao normal ou  ao esperado (condição chamada oligospermia).   A vitamina E e o selênio também melhoraram a qualidade do sêmen e protegeram a motilidade dos espermatozoides em homens inférteis. Para outras substâncias como alfa-caroteno, vitamina B6, vitamina B12 e folato não foi encontrada uma influência sobre a fertilidade masculina. A conclusão do estudo foi a de que algumas características do sêmen são positivamente influenciadas pelo consumo de antioxidantes presentes nos alimentos.

Muitos fatores presentes na vida do homem podem exercer influência sobre a sua fertilidade. Alguns desses fatores, como a idade, não podem ser modificados, mas muitos outros podem. É o caso da alimentação. Por isso é muito importante buscar ajuda médica especializada quando se quer melhorar a capacidade de reprodução, como acontece com casais que pretendem engravidar, para que se possa conhecer tudo que a ciência e a medicina oferecem hoje.

Algumas fontes de antioxidantes:

  • Vitamina C: beterraba, brócolis, couve-flor, palmito, pepino, repolho, acerola, morango
  • Vitamina E: milho, orégano, acelga, nozes, avelã, castanha-do-pará, amêndoa
  • Selênio: atum, castanha do pará, cebola, tomate, pepino, fígado
  • Beta-caroteno: cenoura, agrião, manga, mamão, espinafre, repolho

No entanto, ressalva Dr. Jean Louis Maillard (CRM-SC 9987 e CRM-RS 13107), há vários trabalhos na literatura com resultados opostos aos realizados nesta pesquisa Alguns com melhora e outros sem modificação da amostra seminal após uso de medicação anti-oxidante. “Acredito que a alimentação saudável desde a infância, conjugada com hábitos de vida sem agressões ao organismo são tão eficazes quanto. É claro que nos casos em que temos alterações mais discretas, o uso destas vitaminas está indicado, pois se avaliarmos risco/benefício a balança penderá para o lado do benefício. É importante ressaltar que sempre deve-se buscar o tratamento sob a supervisão de um médico”, diz o ginecologista.

Conteúdo atualizado em: 9 de Março de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: