Sangramento vaginal no começo da gravidez: o que isso quer dizer?

Publicado em: 3 de outubro de 2016

Sangramento vaginal no começo da gravidez: o que isso quer dizer?

Embora a gravidez seja algo muito desejado por grande parte das mulheres, esse período vem carregado de dúvidas e de aflições. Uma das preocupações frequentes e que realmente merecem atenção, dependendo do tempo de gravidez, se referem ao sangramento vaginal no começo da gravidez. Você sabe por que ele ocorre no início da gestação? Será que há algum problema ou risco para o feto?

Causas do sangramento vaginal no começo da gravidez

Para começar saiba que aproximadamente ¼ das mulheres grávidas têm um sangramento vaginal no começo da gravidez, podendo ocorrer até o terceiro mês. A causa mais provável disso é a implantação ovular no endométrio decidualizado. Nesse caso, da mesma maneira que o sangramento veio, ele se vai, sem precisar de tratamento algum.

Já se o sangramento não for limitado ou se ele vier acompanhado de mal-estar, contrações, colo dilatado e dores, é necessário muita atenção, pois a gravidez pode estar em risco. Quando o sangramento é pouco, assim como os espasmos, provavelmente é um indício de ameaça de aborto. É importante que você saiba que aproximadamente metade das mulheres que possui esse sangramento não corre risco de aborto e a outra metade fica entre as que acabam abortando ou têm um início de gravidez um pouco mais complicado e precisam de acompanhamento médico.

O aborto pode acontecer por diversos fatores como, por exemplo, quando o embrião se implanta fora do útero, na chamada gravidez ectópica. Há também a chamada gravidez molar que é quando forma-se apenas o tecido placentário, indesejado e anormal dentro do útero. Ambos os casos são raros.

Além disso, há casos de infecções no aparelho urinário ou na cavidade pélvica que podem resultar em sangramento, bem como relações sexuais. Algumas mulheres acabam tendo sangramento por que o colo do útero fica muito sensível na gestação.

O que fazer caso isso ocorra na sua gestação

Como os motivos de um sangramento são variados, é muito importante que a gestante vá ao obstetra para ser avaliada imediatamente. Pode ser que precise fazer alguns exames para saber a real condição da gestação.

É importante que você coloque absorvente, não apenas para poder se sentir mais confortável, mas para monitorar a quantidade de sangue e a coloração. Não use o tampão e sim o absorvente comum.

No geral, os sangramentos leves e que não oferecem risco são tratados com repouso. Caso o médico examine e identifique um problema mais grave e sério, medicações para relaxar o útero e impedir o sangramento podem ser administradas pelo profissional.

O repouso nos casos leves é uma praxe e não um verdadeiro tratamento. Portanto, pode haver uma evolução ruim mesmo com repouso e não se deve pensar que o repouso tudo pode curar. Na dúvida, procure o médico.

Conteúdo atualizado em: 4 de agosto de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: