11/08/2019

Cirurgia plástica dificulta a gravidez?

cirurgia-plastica-dificulta-a-gravidez

O crescente número de cirurgias plásticas no Brasil traz à tona um questionamento cada vez mais comum entre as mulheres que querem ser mães: será que esses procedimentos estéticos dificultam a gravidez? Mesmo que você não tenha intenção de engravidar após a cirurgia, pode ocorrer uma gravidez não planejada e você precisa estar saudável para garantir a saúde do bebê.

A abdominoplastia, cirurgia plástica que possui a finalidade de resolver problemas de flacidez e gordura na região abdominal, é o procedimento que mais causa dúvidas nas mulheres. Outras intervenções estéticas que não sejam realizadas na região da barriga não dificultam a gravidez, mas é recomendado esperar a recuperação total antes de engravidar.

Continue lendo para saber como a cirurgia plástica pode afetar a gravidez e como um especialista em reprodução assistida pode te ajudar nesse processo. 

Como a abdominoplastia afeta a gravidez? 

A abdominoplastia consiste na retirada do excesso de gordura na barriga, exigindo que os músculos do lado direito sejam “costurados” com os músculos do lado esquerdo. Geralmente, o resultado pode ocasionar acúmulo de pele na região. Para corrigir o problema, o excesso de pele é eliminado e a borda de pele superior é puxada e “costurada” com a parte inferior.

O resultado é a remodelação da barriga e um novo contorno na região abdominal da paciente. Como a mulher fica com uma nova barriga, que passou por procedimentos artificiais para ser remodelada, pode haver, sim, dificuldades e problemas em uma futura gravidez.

O principal risco é o bebê ficar sem espaço suficiente para crescer, comprometendo seu desenvolvimento e forçando um parto prematuro. Em complicações mais severas, o feto pode inclusive vir a óbito.

O bebê também pode nascer com algum tipo de malformação devido à compressão sofrida durante a gravidez. Além disso, pode haver complicações na hora do parto ocasionadas pela falta de pele e músculo.

Então eu não posso engravidar?

Apesar dos riscos, gestações que apresentam alguma complicação grave para a mãe ou para o bebê após a cirurgia plástica são raras. A gravidez após o procedimento pode ser contraindicada em algumas situações, mas não em todos os casos. 

Contudo, recomenda-se que a gravidez após a abdominoplastia só aconteça depois de 5 anos depois da realização do procedimento. Mesmo que a gestação ocorra sem maiores complicações, a paciente pode perder o resultado estético da cirurgia, ter novo alargamento da diástase, ruptura da cicatriz, nova flacidez e estrias. 

E a cirurgia nos seios?

A cirurgia plástica nos seios raramente causa alguma interferência na amamentação do bebê. Em procedimentos para implante de silicone, por exemplo, a prótese pode ser colocada atrás da glândula mamária ou do músculo, o que não prejudica o processo de amamentação e produção de leite. 

Por outro lado, a cirurgia de redução de mamas pode trazer alguma dificuldade na hora de amamentar. Apesar de ser um procedimento mais invasivo, se a cirurgia for bem feita, é possível preservar a função das mamas, garantindo a amamentação correta e a produção da quantidade ideal de leite. 

A importância da consulta médica

Como cada caso é um caso, se você engravidar ou estiver pensando em engravidar após a abdominoplastia ou redução mamária é fundamental tirar dúvidas com o cirurgião plástico e com o ginecologista antes de realizar os procedimentos.

Somente esses profissionais poderão lhe orientar sobre os cuidados necessários, o momento certo de engravidar e se você pode desenvolver uma gravidez de risco. Por isso, a consulta médica é fundamental para avaliar a condição de cada paciente.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite para conhecer melhor a Fecondare e os tratamentos oferecidos em nossa clínica!

Inscreva-se em nossa newsletter.

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Publicado por: Dr. Marcelo Costa Ferreira - Ginecologista - CRM/SC 7223 e RQE 2935
CRM 7223 e RQE 2935  Ginecologista Formado em Medicina pela FURB, Blumenau/SC, 1995. Residência  Médica em Ginecologia e Obstetrícia  na  Maternidade Darcy Vargas, Joinville, 1996 a 1998. Especialização em Reprodução Humana no Centro de Referência da  Saúde da Mulher em São Paulo, 1998 a 1999. Especialização em Reprodução Assistida pelo Instituto de Ensino e Pesquisa […]

Filtre por temas:

Filtre pelo formato de conteúdo

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!

(48) 3024-2523

Rua Menino Deus, 63 Sala 302. Baía Sul Medical Center - Centro CEP: 88020-203 – Florianópolis – SC

Diretor técnico médico: Dr Jean Louis Maillard - CRM-SC 9987 RQE 5605

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

2019 © Clínica Fecondare - Todos os direito Reservados
Desenvolvido por esaude