Papilomavírus e infertilidade masculina

Publicado em: 19 de julho de 2011

Papilomavírus e infertilidade masculina

Os papilomavírus humanos (HPVs) são os agentes mais comuns de doenças sexualmente transmissíveis e podem levar ao aparecimento de verrugas e cânceres tanto em homens como em mulheres. Uma alta incidência de infecção pelo HPV tem sido demonstrada no esperma de homens sexualmente ativos, com e sem fatores de risco para esse tipo de infecção, e também no de pacientes inférteis. Esses achados recentes sugerem, portanto, que o HPV pode desempenhar um importante papel na infertilidade masculina.

Tem sido demonstrado que, quando o HPV está presente no sêmen, apenas uma porcentagem do total de células é infectada e que o vírus pode estar localizado tanto no esperma como nas células esfoliadas, o que pode causar diferentes impactos na mobilidade dos espermatozóides. Além do mais, os espermatozóides com HPV são capazes de penetrar no gameta feminino (ou seja, originar um embrião) entregar o genoma do HPV a ele. Na sequência, o gameta feminino fertilizado passará a transcrever os genes do HPV. Da mesma forma tem sido demonstrado um aumento no risco de perda da gestação em mulheres que se submeteram a fertilização in vitro cujos doadores tinham seu esperma infectado pelo HPV.

Devido ao fato de a infecção pelo HPV nos homens ser também um problema para as mulheres e às evidências de que ela está atrelada a maior taxa de infertilidade e aborto precoce, conclui-se que tal infecção merece atenção especial por parte de médicos e pacientes.

Artigo elaborado pela equipe Fecondare em parceria com a E-saúde.

Conteúdo atualizado em: 3 de Maio de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: