Doenças mentais em crianças nascidas com tratamento para infertilidade

Publicado em: 21 de Janeiro de 2014

Doenças mentais em crianças nascidas com tratamento para infertilidade

Quando se pensa em reprodução assistida, a famosa ideia do “bebê de proveta” rapidamente nos vem à mente. Esse bebê é o resultado de um embrião que foi criado em laboratório a partir de células sexuais do homem e da mulher (o espermatozoide e o óvulo respectivamente). Mesmo sendo gerado a partir das mesmas células que atuariam naturalmente dentro do corpo da mãe, muitas pessoas acreditam que, por ter recebido essa intervenção “do lado de fora”, o embrião poderia não se transformar em um feto com saúde ou que poderia apresentar certos problemas que não teria de outra forma.

Pensando nisso, muito se pesquisa sobre a saúde dos bebês nascidos com auxílio da medicina reprodutiva – como a fertilização in vitro – de modo que algumas associações já foram encontradas. Por exemplo, existe um aumento na chance de a gravidez resultar em um abortamento, de o recém-nascido nascer prematuro ou com baixo peso, se comparado àqueles concebidos naturalmente.

Em relação a outras condições, como o autismo e o retardo mental, uma recente pesquisa na Suécia* identificou que, de modo geral, não há associação entre essas condições e o tratamento com fertilização in vitro. No entanto uma pequena associação existiria no caso de gestação de gêmeos ou quando tiver sido usada uma outra técnica junto com a fertilização in vitro chamada injeção intracitoplasmática de esperma (ICSI), que é quando o espermatozoide é injetado diretamente dentro do óvulo para facilitar a união entre essas células.

Mas é muito importante ver essas associações com certo cuidado, pois podem resultar simplesmente do fato de que casais normalmente com idade mais avançada é que se submetem a essa técnica, e esses casais já teriam, em função da idade, maiores chances de gerar crianças com algum problema de saúde, mesmo engravidando naturalmente.

A reprodução assistida é uma técnica segura que atende ao desejo de milhares de casais em todo o mundo. A consulta com o médico especialista deve orientar os casais quanto às suas opções de tratamento, pesando riscos e benefícios, para que seja tomada uma decisão consciente e segura.

*http://jama.jamanetwork.com/
Autism and Mental Retardation Among Offspring Born After In Vitro Fertilization
Sven Sandin, MSc; Karl-Gösta Nygren, PhD; Anastasia Iliadou, PhD; Christina M. Hultman, PhD; Abraham Reichenberg, PhD
JAMA.2013;310(1):75-84
Download em 11/7/2013

Conteúdo atualizado em: 14 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: