Vasectomias há menos de 10 anos: é possível reverter?

Publicado em: 11 de setembro de 2015

Vasectomias há menos de 10 anos: é possível reverter?

Homens que não querem mais ter filhos, muitas vezes, se submetem à vasectomia. Trata-se de um procedimento cirúrgico no qual a bolsa testicular recebe um corte que interrompe a passagem de espermatozoides. Mesmo após esse procedimento, o sêmen continua sendo expelido, mas não há gametas, impossibilitando a gravidez. Alguns homens, anos depois, acabam se arrependendo do procedimento e resolvem reverter a vasectomia, através de uma cirurgia que promove a ligação dos canais, que é chamada de reversão da vasectomia.  

Como funciona a reversão da vasectomia

As partes dos canais deferentes que foram separadas na primeira cirurgia precisam ser religadas. Por isso, esse procedimento é considerado mais complexo. É realizada uma incisão pequena no saco escrotal, as duas partes são localizadas e suturadas.

O mais indicado é que esse procedimento seja feito em homens que fizeram a vasectomia há no máximo 14 anos. Quando o período entre a vasectomia e a reversão é muito maior do que esse a chance de dar certo acaba sendo menor. Isso acontece porque com o passar do tempo ocorre um processo de fibrose e o canal fica obstruído, abaixo do local da incisão inicial. A duração do procedimento pode demorar entre 2 e 4 horas.

A maioria dos pacientes recebe alta no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte. Porém, é necessário fazer repouso em casa por 10 dias. A ejaculação deve ser evitada por 45 dias para que a cicatrização ocorra.

Quando a cirurgia de reversão é realizada em até 4 anos após a realização da vasectomia, em 90% dos casos o espermograma é bom e há 70% existe a chance da mulher engravidar. Já quem espera 10 anos para fazer a reversão, embora o procedimento possa ser realizado, a possibilidade de gravidez oscila entre 30% e 40%.

Outro ponto que influencia é a idade do homem, visto que sua fertilidade cai consideravelmente após os 45 anos. Além disso, é necessário saber se a companheira não tem problemas reprodutivos, pois caso tenha irá interferir nas chances da gravidez ocorrer.

Contraindicações da reversão de vasectomia

Embora dificilmente haja contraindicação, quando a pessoa já fez a vasectomia há mais de 14 anos, muitas vezes, o paciente será avisado de que as chances de dar certo são menores. Isso acontece por que é mais difícil ter um resultado positivo, devido à fibrose dos canais. Nesse caso, o procedimento cirúrgico precisa ser um pouco diferenciado e a ligação ter que ser feita em local no qual a fibrose não tenha ocorrido.

Quando a mulher tem mais de 40 anos também haverá uma chance maior da gravidez não ser bem sucedida. Assim, nem sempre a reversão é a melhor escolha e o casal pode optar por alternativas, com a fertilização in vitro.

Há também uma técnica aplicada na realização da vasectomia na qual há cauterização dos canais deferentes. Quando ela é aplicada a reversão não é possível e os métodos alternativos acabam sendo a única opção para o casal.

Temos os melhores profissionais para avaliar o seu caso. Entre em contato e agente uma consulta!

Conteúdo atualizado em: 12 de julho de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: