Ajuda na fertilização: veja fatores que auxiliam no processo

Publicado em: 5 de agosto de 2016

Ajuda na fertilização: veja fatores que auxiliam no processo

O insucesso da fertilização pode estar relacionado a fatores como a idade dos óvulos e dos espermatozoides, e a fatores genéticos que dificilmente podem ser modificados. Nos casos em que nenhuma dessas condições justifica a falta de sucesso na fecundação, ter ajuda na fertilização é o que, às vezes, faz a diferença para engravidar.

Antes de mais nada, o ideal é o casal realizar a consulta de rotina com um especialista para avaliação do estado geral de saúde. É quando o médico solicita os exames rotineiros que identificam a presença de alguma condição que possa dificultar ou inviabilizar a gravidez. Além disso, avalia como está a imunidade.

Casais que buscam ter o bebê pelo processo natural ou mesmo pelas técnicas de reprodução humana assistida conseguem atingir o objetivo de maneira mais fácil quando estão em boas condições de saúde, tanto física quanto mental, cuidam para se alimentar da maneira correta, incluem a prática de alguma atividade física na rotina da semana e evitam a sobrecarga emocional.  

Dicas que servem de ajuda na fertilização

Outras dicas que auxiliam no processo de fertilização são o(s):

Suplementos os nutricionais

É orientado a toda mulher que tem vontade de engravidar que tome ácido fólico todos os dias. A vitamina previne a ocorrência de alterações no cérebro do bebê.

Os homens preocupados com a qualidade dos seus espermatozoides têm como melhorá-la ao consumir alimentos ricos em vitamina C e E. Ambas são eficientes também na prevenção de alterações cromossômicas.

Estilo de vida

Alguns hábitos, muito comuns, são prejudiciais ao processo de fertilização. Evitá-los também ajuda na fertilização. Assim, é bom parar de:

Ingerir bebidas alcoólicas

O álcool presente nas bebidas etílicas exerce influencia negativa nos hormônios femininos e gera problemas de ovulação. Também aumenta o risco de haver aborto e complicações na gestação, e na saúde do bebê. A fertilidade masculina também é comprometida pelo consumo de bebidas alcoólicas em excesso.  

Beber café

Os radicais livres presentes no café têm efeito negativo sobre a fertilidade feminina e masculina.

Fumar

As diversas substâncias tóxicas contidas na fumaça do cigarro são o que comprometem a saúde reprodutiva dos fumantes. Alguns dos problemas relacionados são implicações na produção dos espermatozoides, na motilidade tubária, na formação do embrião e na implantação deste no útero.

O fumo também torna maior a possibilidade de ocorrer placenta prévia, descolamento prematuro da placenta e parto prematuro durante a gestação. Sem contar que mulheres fumantes são as que sofrem mais com a menstruação irregular ou a falta de menstruação.

De fato, o que realmente ajuda na fertilização é dedicar atenção à saúde e abandonar hábitos nocivos. Dessa maneira, são maiores as chances de acalentar um bebê no colo.

Conteúdo atualizado em: 8 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: