Esclareça suas principais dúvidas sobre a fertilidade

Publicado em: 16 de setembro de 2015

Esclareça suas principais dúvidas sobre a fertilidade

O sonho de muitas mulheres – e homens – é ter um filho. Porém, antes de tomar essa decisão, é importante esclarecer todas as dúvidas sobre a gravidez para que ela corra tranquilamente. Pensando nisso, trouxemos informações sobre fertilidade, período fértil e a relação entre gravidez e a alimentação para que tudo fique claro e corra bem.

O que é fertilidade?

O conceito da fertilidade é definido como “a capacidade natural de produzir descendentes” e depende de vários fatores importantes, tais como nutrição, estilo de vida, problemas de saúde e até mesmo de emoções e de tempo. Os ciclos hormonais determinam o período mais fértil para uma mulher e o período mais viril para um homem e, se o momento é perfeito, ocorre uma gravidez. É claro que existem muitos outros fatores relevantes que podem influenciar a gravidez. A idade é particularmente crucial, bem como a saúde de ambos os parceiros. Condição física, estresse e fadiga também podem dificultar quando se está tentando engravidar.

Quando é o período fértil?

Quando uma mulher está tentando engravidar, precisa ter certeza sobre o seu período de ovulação, que é o período mais fértil do mês. A ovulação é especifica para cada mulher e também varia de ciclo para ciclo. Uma vez que o óvulo é liberado do ovário, só pode ser fecundado dentro de 48 horas. Por outro lado, o esperma sobrevive dentro do útero apenas três ou quatro dias. Levando esses detalhes em conta, o casal pode descobrir qual é o momento certo para engravidar.

Existe uma idade apropriada para engravidar?

A maioria dos especialistas dizem que não há um “momento certo” para começar uma família. Mas há vantagens e desvantagens de dar à luz em diferentes idades: Em seus 20 anos, por exemplo, você terá mais energia para cuidar de seu filho, porém, possivelmente, terá menos recursos financeiros e menos tempo para investir na carreira. Entre os 30 a 40 anos você pode estar mais estabelecida financeiramente, porém pode ter mais dificuldades ficar grávida e, depois, manter-se com um bebê ativo. Portanto, o que deve-se fazer é analisar a sua vida em todos os aspectos e descobrir o que funciona melhor para você.

Idade: 20 a 24 anos

Entre 20 e 24 anos, a mulher se encontra no período mais fértil. Nesse período, estima-se que há cerca de 20% de chance de engravidar a cada mês quando ocorre relação sexual desprotegida. Uma vez que você engravidar, a sua pressão arterial, provavelmente, será controlada em cada consulta pré-natal, mesmo que a maioria das mulheres em seus 20 anos tenha apenas um pequeno risco de hipertensão durante a gravidez.

Idade:  25 a 29 anos

O ideal nessas idades é fazer exercícios e se alimentar de forma sensata. Por quê? Se você fizer isso durante toda a gravidez, você terá mais chances de ter um parto mais fácil e seu corpo voltará a forma mais rapidamente. Embora isso possa ocorer em qualquer idade, aos 20 anos há uma tendência a perda de peso mais rápido do que depois dos 30.

Idade: 30 a 34 anos

A fertilidade começa a declinar por volta dos 30 anos, mas essa mudança ocorre de forma gradual ao longo dos próximos cinco anos. Se você precisar de tratamento de infertilidade, suas chances de sucesso são maiores do que para uma mulher mais velha.

Mais de 50

A idade média para a menopausa é de 51 anos, mas ela frequentemente ocorre no intervalo que vai dos 45 aos 55 anos. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) definiu como 50 anos a idade máxima para uma mulher engravidar, já que após essa idade as chances de a gravidez ser de risco são muito maiores, assim como o desenvolvimento de doenças como diabetes gestacional.

Alimentos que auxiliam na fertilidade

O ideal, primeiramente, é atingir e manter um peso saudável para manter o ciclo reprodutivo em equilíbrio. Você pode verificar a sua média pelo IMC. A classificação do IMC entre 19 a 24 indica um peso saudável, porém, atletas costumam ter pontuação mais altas devido a massa muscular. Qualquer diferença acima ou abaixo dessa pontuação deve ser discutida com o seu médico.

Se o seu peso não é um problema, mas mesmo assim você está experimentando infertilidade, mudar seus hábitos alimentares pode ajudá-la a chegar no caminho para a maternidade. Pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard (Harvard School of Public Health) fizeram um estudo com mais de 18.000 mulheres que foram acompanhadas ao longo de oito anos com o objetivo de identificar até que ponto suas dietas influenciavam na capacidade de engravidar. O estudo descobriu que as mulheres que mais comeram alimentos que continham gorduras trans, proteínas animais e carboidratos estavam mais propensas a ter um distúrbio ovulatório.

Alimentação para aumentar as chances gravidez

Mude as fontes de proteína

Substitua algumas das carnes bovina, suína ou de frango que você come (proteína animal) por fontes de proteína vegetal, como feijão e nozes cozidas secas. Quando cinco por cento do total de calorias ingeridas são provenientes de proteína vegetal, em vez de animais, o risco de infertilidade ovulatória cai mais do que 50%.

Não se esqueça de suas vitaminas

As mulheres que tomaram regularmente suplementos de ferro e multivitaminas contendo ácido fólico tinham menos infertilidade relacionada com a ovulação. Porém, lembre-se sempre de sempre fazer acompanhamento médico para garantir a sua saúde.
Quer saber mais sobre infertilidade? Então acesse nosso site e fique informado!

Conteúdo atualizado em: 12 de julho de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: