Andrologia

Publicado em: 11 de julho de 2011 Por Equipe Fecondare

Andrologia

Como detectou-se que em 50% dos casos a infertilidade do casal está associada à causa masculina ou se deve exclusivamente a ela, a avaliação com o andrologista é fundamental. O diferencial é que ele não se limita apenas em solicitar o espermograma, pois está consciente de que somente isso não avalia a presença do fator causal masculino. Essa forma de avaliação, por ser equivocada e incompleta, pode postergar ou afetar o sucesso dos procedimentos necessários à gestação.

A avaliação correta exige questionário específico e exame físico criterioso. Estas são as principais ferramentas para um diagnóstico preciso. Além disso, pode ser necessária a realização de exames complementares, que são solicitados de acordo com cada caso.

A decisão sobre as condutas não pode ser tomada de forma isolada, pois sempre tem de ser levado em conta a interposição das causas masculinas e femininas como forma de melhor adequar os procedimentos. Dessa forma, frequentemente, ações simples (medicamentos e microcirurgias) são suficientes para recuperar o potencial fértil masculino.

O que a andrologia faz pela saúde do homem

Nos casos em que o casal necessita de métodos de reprodução assistida, como Fertilização in Vitro (FIV) e Injeção intracitoplasmática (ICSI), a obtenção de espermatozoides pode ser tarefa do andrologista, seja pela punção de epidídimo, testículo ou microcirurgias para obtenção de pequenas áreas intratesticulares produtoras de espermatozoides. Para essa situação, o procedimento cirúrgico frequentemente realizado é a microdissecção dos túbulos seminíferos.

Outra possibilidade cirúrgica, nos casos de varizes nos testículos, é a cirurgia de varicocele, uma cirurgia microscópica realizada por uma incisão de dois centímetros na região pubiana, que propicia a ligadura das veias dilatadas sem interferir no funcionamento da artéria (responsável pela nutrição e oxigenação testicular) ou nos vasos linfáticos (responsáveis pelo recolhimento da linfa da região escrotal, evitando-se, assim, a hidrocele – acúmulo de líquido no escroto). A cirurgia é feita em regime de hospital-dia e pronto restabelecimento.

A cirurgia reversão da vasectomia também está sob o escopo da andrologia. É procurada, em especial, por homens que já experimentaram a paternidade no passado e atualmente estão interessados na formação de novos núcleos familiares.

Os resultados desse tipo de microcirurgia, em geral, são bons, sendo indicada especialmente para casais compostos por mulheres que têm boa reserva ovariana e por homens que realizaram esse procedimento no máximo há oito anos.

Conteúdo atualizado em: 12 de julho de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: