A vasectomia é reversível?

Publicado em: 21 de Janeiro de 2014

A vasectomia é reversível?

A vasectomia é um procedimento que tem por finalidade impedir que o homem seja capaz de engravidar uma mulher naturalmente. Em comparação com a laqueadura, a qual a mulher se submete, a vasectomia exige apenas anestesia local, com um tempo de recuperação pós-cirúrgico mais curto, menos risco para o paciente e menor custo. Assim como a laqueadura, é considerada um procedimento definitivo mas, ainda assim, uma parte dos homens vasectomizados acabam retornando ao médico com a expectativa de reverter o procedimento.

É muito importante uma conversa franca e aberta com o médico especialista sobre todas as questões que envolvem este procedimento, como o fato de o paciente ter que ser reavaliado alguns meses após a vasectomia para confirmar sua esterilidade. Além disso, nos primeiros meses ele ainda é capaz de engravidar sua parceira e, portanto, deve ser feita uma anticoncepção simultânea neste período. Raramente, após alguns anos, o procedimento pode reverter espontaneamente. Mesmo assim, ele é bem sucedido em 98% dos casos, segundo as pesquisas mais atuais.

Outras questões importantes são a de a vasectomia não impedir a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, a de averiguar-se se o desejo do casal pelo procedimento é mútuo, a de discutir-se os riscos dessa pequena cirurgia (infecção, sangramento, falha), a de abordar-se sobre sua irreversibilidade e sobre as opções de contracepção até três a quatro meses após o procedimento. Ainda é importante que o médico aborde o histórico de saúde do paciente e o examine com atenção.

Mesmo sendo uma decisão bem discutida e pensada, a procura pela reversão do procedimento existe – principalmente quando o homem casa novamente – e essa reversão funciona em até 70% dos casos. As chances de sucesso dependem muito da técnica para realizar a vasectomia, de quanto tempo se passou desde o procedimento e da idade atual do paciente. Existem outras opções além da reversão cirúrgica, como, por exemplo, a técnica de extração testicular de espermatozoide para uso posterior na fertilização in vitro. Alguns aspectos que não podem ser modificados determinarão o sucesso da reversão, portanto a vasectomia deve ser solicitada apenas por homens que realmente desejam a esterilidade. Seja como for, a vasectomia é um procedimento seguro, considerado definitivo.

Conteúdo atualizado em: 14 de Fevereiro de 2017

 Agendar Consulta

Para agendar uma consulta preencha o formulário: